terça-feira, 17 de outubro de 2017

Acontecendo…


Tradicionais blocos carnavalescos prometem agitar os quatro dias de festa em Caraguá





No Carnaval 2011 de Caraguá, os blocos carnavalescos prometem agitar os quatro dias de festa. A cidade apresenta aos foliões os Devotos da Cheirosa, do Urso e o das Piranhas, que abre a folia no sábado (5), levando alegria e descontração à Avenida da Praia. A concentração será na ponte do bairro Indaiá, a partir das 17h.

Além dos tradicionais blocos de Caraguá, os famosos Juca Teles e Barbosa, de São Luiz do Paraitinga, farão a festa mais uma vez na cidade.

Confira a história de cada um deles:


Bloco das Piranhas

O bloco surgiu em 1976 durante uma brincadeira entre amigos de Caraguá e de outras cidades como São Paulo, São José dos Campos, Campinas, Ribeirão Preto e do Vale do Paraíba.

Durante o desfile do bloco, os amigos faziam propaganda de estabelecimentos da cidade em troca de convites. “Nós queríamos ir ao baile de carnaval que sempre tinha à noite, então, inventamos esse tipo de propaganda”, disse um dos idealizadores do bloco, João Luiz.

Em todos os carnavais de Caraguá, o bloco das Piranhas é presença garantida. Atualmente, o bloco atrai 50 mil pessoas entre homens, mulheres, crianças e idosos fantasiados ou não.



Devotos da Cheirosa

A ideia de montar um bloco surgiu em 2000, quando um dos moradores do Massaguaçu, chegou com uma bebida, característica do bairro, para servir aos amigos.

Feita com uma combinação de aguardente e capim cidreira, tem um aroma diferenciado. “Essa mistura originou o nome do bloco”, afirmou um dos idealizadores do bloco, Emerson França.

Os Devotos da Cheirosa animam e divertem o público com marchinhas cantadas ao vivo. Os foliões podem comprar os abadas em uma barraca, montada no início da principal avenida do bairro Massaguaçu.

Bloco do Urso

Quase todos os blocos de Caraguá nasceram de uma confraternização entre amigos, e o bloco do Urso não poderia ser diferente. Em 2003, um grupo de amigos decidiu montar um bloco para animar ainda mais os seus carnavais.

Segundo um dos fundadores do bloco, Ricardo Mazzei, todo ano, cerca de 500 camisetas são confeccionadas. Atualmente o bloco atrai em média dois mil foliões.

Desde então, foliões vestem seus abadas e saem do Bar do Hélio, local da concentração, sempre às 17h, contagiando a todos com muita alegria e diversão. Os abadas estão à venda no local da concentração e na loja Mariana Pires, no valor de R$70 com direito a festa, realizada no final do desfile, no Clube da Terceira Idade.


Blocos de São Luiz do Paraitinga


Juca Teles

Criado em 1983, mas teve a sua primeira passagem pelo Carnaval de São Luiz do Paraitinga em 1985. O bloco Juca Teles é uma homenagem ao poeta Benedito de Souza Pinto, que usava como pseudônimo o nome Juca Teles dos Sertões das Cotias.

Segundo o fundador, Benito Campos, o poeta não era carnavalesco, mas era muito querido pelos moradores da cidade por ter um espírito alegre e festivo. “Ele passeava pelas ruas de São Luiz descalço ou de tamancos, com cartola, fraque, gravata, calças pretas e camisa branca, pois era uma forma de fazer tudo que queria sem que ninguém lhe incomodasse”, disse Benito.

Bloco do Barbosa

O bloco do Barbosa foi criado em 1999, por um grupo de artistas que tiveram Benedito Barbosa como motorista de uma viagem a São Paulo. Naquele dia, os amigos decidiram homenagear Barbosa colocando o seu nome no bloco.

Desde então, ele é um sucesso no carnaval de São Luiz do Paraitinga. Em seu último desfile na cidade, em 2009, o bloco contou com a participação de 25 mil pessoas. Nesse ano, ele promete contagiar os foliões de Caraguá. Para o homenageado, Benedito Barbosa, em 2011, a promessa é contagiar os foliões. “É sempre uma satisfação desfilar e alegrar o público”, disse Benedito.



Osmar Santos expõe em Caraguatatuba

O comentarista esportivo estará presente na abertura da exposição no MACC – Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba, no dia 12 de fevereiro, às 19h.

Caraguá recebe no próximo dia 12 de fevereiro no Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba (MACC) a exposição “A Emoção e a Vontade de Viver de Osmar Santos” com a curadoria de Vagner Aniceto. A abertura acontece às 19h com a presença do artista. Suas telas podem ser visitadas até o dia 27 de março, das 10h às 18h, com entrada franca.

A realização é do Governo Municipal e da Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba com apoio cultural do Bar do Hélio e Pousada Mega Rá.

Osmar Santos iniciou sua trajetória artística no final dos anos 90, como uma forma terapêutica, sob a tutela do mestre Rubens Matuck. Em sua arte ele utiliza as próprias mãos como pincéis, criando uma pintura rica em cores e movimentos. Tarefa diária que ele não se cansa de executar. Para auxiliá-lo nesta nova jornada Osmar Santos conta com o apoio de sua marchand Regina Botelho, que cuida dos diversos eventos para o qual é convidado.
Sua primeira exposição aconteceu em São Paulo, na De Simone. Logo foi convidado a apresentar suas telas no espaço nobre da Casa da Fazenda do Morumbi, sede da tradicional Academia Brasileira de Arte, Cultura e História – ABACH.

Outras exposições se sucederam na sua carreira ainda em São Paulo, sendo convidado para diversas aberturas como a do tradicional espaço Clovis Graciano, no Hotel Jaraguá, sob a curadoria de Samir e Wal Chelala, diretores da ABACH.
Sua carreira é amplamente divulgada no interior de São Paulo, com exposições em cidades como Botucatu no Museu do Café, e em Oswaldo Cruz sua cidade natal, bem como Catanduva, Guarujá, São Bernardo do Campo, São Carlos, Ribeirão Preto, Mauá e Presidente Prudente, entre outras. Suas obras são aparições importantes em leilões renomados como os do Renault e outros.

“Falar de Osmar Santos não é uma tarefa fácil. Figura conhecida no meio esportivo, ele sempre foi um homem dinâmico e decidido. E em nenhum momento essa verve trazida de tempos passados deixou de existir. Hoje Osmar pinta telas. Pintura ingênua, mas de força evidente, que emana de sua essência guerreira. Seus olhos são vivos e inquietos, e observam o que acontece a sua volta e gravam em sua mente momentos fugazes que logo são transmitidos em suas obras. Sua pintura é energética. Cores puras e vivas vibram aos olhos do observador, pois, utilizando apenas as mãos e não os pinceis tradicionais, suas flores, suas paisagens e seus abstratos transmitem toda a sua emoção e vontade de viver” – finaliza Vagner Aniceto, curador da exposição.
O MACC fica na Praça Dr. Cândido Motta, 72, no centro de Caraguá. Mais informações pelo telefone (12) 3883 9980 / 3883 9188.



Pagode, samba, axé e sertanejo universitário movimentam Mega Verão Caraguá


Programação continua nesta quinta-feira (6/1)

A partir de hoje (6), grandes nomes da música brasileira passam pelo palco do Mega Verão Caraguá, na Praça de Eventos. A programação inicia com shows dos grupos Pixote e Swing & Simpatia, a partir das 22h. Durante o final de semana passam pelo local os grupos Jammil, Cesar Menoti e Fabiano e Inimigos da HP.

Dodô, Tiola, Thiaguinho, Du e Mineirinho formam o Pixote, um dos grupos mais tradicionais de samba e pagode. No último álbum ‘Obrigado, Brasil’, o grupo recebeu o apoio de dez músicos, enriquecendo a banda com novos instrumentos, como banjo, bandolim e metais, além de um trio de backing vocal. Em todos esses anos de sucesso foram nove CDs e um DVD.

Já o grupo de pagode de Nova Iguaçu (RJ), Swing & Simpatia, está na estrada há oito anos e encanta o público por onde passa com a canção tema do CD ‘Toda Noite’, além dos sucessos ‘Preciso Desabafar’ e ‘Felina’.

Na sexta-feira (7), o axé da banda Jammil promete envolver moradores e turistas com a tradição do Carnaval de Salvador. Os músicos apresentam os sucessos Minha estrela, É verão, Praieiro, Milla, Ê saudade, Acabou e Pra te ter aqui.

Os irmãos Cesar Menoti e Fabiano apresentam-se no sábado (8) e lançam o novo álbum “Retrato”, que vendeu mais de 50 mil cópias.

Fechando a programação da semana, o grupo Inimigos da HP traz no domingo (9), além de sua irreverência e descontração, novas e antigas canções que prometem colocar o público pra dançar.

Os pontos de venda estão espalhados em cinco cidades da região (Caraguá, Ilhabela, Ubatuba, São Sebastião e São José dos Campos) e na internet no site do Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br).

A classificação para os shows é de 16 anos. Menores poderão entrar no local acompanhados de pais ou responsáveis. Os deficientes físicos terão um acesso especial ao local do show, com uma área reservada em frente ao palco. Eles ficarão na área VIP, cuja entrada também é diferenciada.

Programação de Shows
Janeiro
06 qui – Pixote / Swing & Simpatia
07 sex – Jammil
08 sáb – Cesar Menoti e Fabiano
09 dom – Inimigos da HP
13 qui – Falamansa
14 sex – Banda Eva
15 sáb – Hugo Pena e Gabriel / Lu e Tchelo
16 dom – Jeito Moleque
20 qui – Chimarruts
21 sex – Restart
22 sáb – Art Popular
23 dom – Joao Bosco e Vinicius
27 qui – Guilherme e Santiago
28 sex – Daniel
29 sáb – Michel Teló
30 dom – Maria Cecilia e Rodolfo

Previsão de início dos shows: 22h
Observação: Grade sujeita a alterações

Pontos de venda:
São José dos Campos – Lojas The Print, Av. JK, 6812
Caraguatatuba – Loja Água do Mar, Calçadão Santa Cruz e bilheteria oficial na Praça de Eventos
Ubatuba – Loja Vivo – Centro
São Sebastião – Loja Água do Mar – Centro, e Calçados Franca, na Avenida Guarda Mor Lobo Viana, 139 – Centro.
Ilhabela – Calçados Franca, na Vila, ao lado do Ponto das Letras.



Coreto em Sol inicia neste fim de semana


Canções para todos os gostos animam o verão de Caraguá

Com o objetivo de proporcionar música de boa qualidade nos finais de semana, a Fundação Educacional e Cultural de Caraguá (Fundacc) realiza até o dia 6 de fevereiro, o Coreto em Sol. Grupos regionais se apresentam de quinta a domingo, às 21h, nos bairros do Centro, Massaguaçú, Travessão, Olaria e Tinga.

O evento prioriza sempre a música brasileira, para que o público tenha contato com shows de MPB, Chorinho, Sertanejo e a Banda Municipal Carlos Gomes. Aos artistas é dado espaço para que possam mostrar o que têm produzido e assim divulgar seu trabalho.

No coreto do centro, a programação vai de quinta a domingo. Já nos bairros, os shows acontecem aos sábados.

Confira a programação

PRAÇA DR. CÂNDIDO MOTTA – CENTRO

13 – Quinta – Nhô Vair e convidados – Trio Marco Antonio, Marcos Henrique e Zequias
14- Sexta – Joca Freire
15 – Sábado – Choro do Vale
16- Domingo – Banda Carlos Gomes

20 – Quinta – Nhô Vair e convidados – Zirinho da Bahia
21- Sexta – Fabiano Moreno
22- Sábado – Sintonia Samba Choro
23- Domingo – Banda Carlos Gomes

27– Quinta – Nhô Vair e convidados – Pacelli
28- Sexta – Mara Amaral
29- Sábado – As Choronas
30- Domingo – Banda Carlos Gomes

PRAÇA DO MASSAGUAÇU – SÁBADOS

15- Sintonia Samba Choro
22 – Fernanda Leturia
29- Só Pirraça

PRAÇA DO TRAVESSÃO – SÁBADOS
08- Gigi Marques e Ulisses
15- Conexão Central
22- Sandra Santos
29 – Grupo Aconchego

PRAÇA DO OLARIA – SÁBADOS

22- Gigi Marques e Ulisses

PRAÇA TINGA – SÁBADOS
15 – Grupo Aconchego
29 – Tutiço

PRAÇA DR. CÂNDIDO MOTTA – CENTRO

Fevereiro

03 – Quinta – Nhô Vair e convidados – Marcos e Mingo
04 – Sexta – Amplitude Valvulada
05- Sábado – Choro Elétrico
06- Domingo – Banda Carlos Gomes

Música no Museu
Todas as sextas-feiras, às 19h



Azul vai ligar São José dos Campos a Belo Horizonte e a Curitiba com voos diários a partir de novembro






A partir de 3 de novembro, São José dos Campos (SP) passa a fazer parte da malha de destinos servidos pela Azul Linhas Aéreas Brasileiras. A companhia vai ligar a cidade do Vale do Paraíba todos os dias com voos diretos para Belo Horizonte e para Curitiba. O pedido de autorização para os novos voos foi encaminhado ontem à ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

A Azul é a única companhia aérea a operar as rotas Curitiba ̶ São José dos Campos e Belo Horizonte ̶ São José dos Campos, além disso somos os primeiros a operar voos regulares com E-Jets na cidade sede da Embraer”, afirmou Pedro Janot, presidente da Azul Linhas Aéreas. Entre São José e Belo Horizonte serão duas freqüências diárias. Os horários previstos para a operação são: de São José para a capital mineira os voos partem todos os dias às 10h30 e às 20h10. De BH para São José os horários de voo são 7h10 e 18h05. Todos os dias da semana. De Belo Horizonte, os clientes da Azul podem seguir para Campinas, Fortaleza, Recife, Salvador e Porto Seguro.

Já entre São José dos Campos e Curitiba também serão duas freqüências diárias. As saídas de São José para a capital paranaense estão previstas para acontecer todos os dias às 8h40 e 19h35 e no sentido contrário os voos partem às 9h e às 18h40 para São José. Com o pedido de voos para Joinville e o início, já anunciado, são 26 as cidades servidas pela Azul em todo o Brasil.

Saiba mais sobre a Azul